Sebrae: o apoio que fortalece o ecossistema de moda sustentável

Publicado em 22 de novembro de 2020

O Brasil Eco Fashion Week – BEFW configura-se como a primeira semana de moda sustentável no país, focada no fortalecimento de pequenos negócios que adotam práticas responsáveis. Também atua no fomento ao segmento da moda inovadora e circular estimulando debates sobre as transformações na indústria e cadeia produtiva da moda. Diante disso, o evento recebeu novamente, o apoio do Sebrae para realizar a sua quarta edição, desta vez em versão online. 

Para Anny Santos Almeida, Coordenadora Nacional Moda do Sebrae, o evento conta com robusto atendimento e acessibilidade para os pequenos negócios, uma vez que é gratuito e amplia sua programação para além do conteúdo técnico, promovendo ações de acesso a mercados por meio da realização de desfiles e rodadas de negócios. “As ações propostas na programação do evento de fato, colaboram para o fortalecimento desse ecossistema e para o incremento de posturas e formas mais sustentáveis de produção pelos pequenos negócios”. 

Esse escopo é aderente a estratégia nacional para o sistema Sebrae Moda que tem como um dos cinco pilares de atuação, a Economia Circular e Sustentabilidade, constante dos anexos do Programa Brasil Mais Competitivo.

 

Yame Reis Agenda Moda Brasil

BEFW 2019 – Espaço Circular Sebrae. Palestra Agenda Brasil, um guia de ação sustentável com Yamê Reis, fundadora-diretora criativa da Rio Ethical Fashion.

O Sebrae acompanha o Brasil Eco Fashion Week desde sua primeira edição, realizada em 2017. E desde 2018 tem patrocinado o evento. Em 2018 e 2019 o Sebrae atuou proativamente na produção de conteúdo, curadoria de marcas, coordenação de painéis, realização de mentorias, oficinas temáticas e rodadas de negócios. 

A promoção das ações foram do compartilhamento do conteúdo até o acesso a mercados, colaborando para o fortalecimento desse ecossistema e para o incremento de posturas e formas mais sustentáveis de produção pelos pequenos negócios.

roda_conversa_sebrae_brasil_eco_fashion

Em 2018 e 2019 Sebrae criou o Espaço Circular no BEFW e promoveu painéis, mentorias e rodadas de negócios. Na foto, painel: Soluções para a Circularidade na Moda no Brasil com Alice Beyer Schuch (Cirkla Modo), José Guilherme (Cotton Move), Taciana Abreu, Itiana Pasetti e Adriana Tubino (Revoada).

SEBRAE e encadeamento produtivo e ODS’s na cadeia de fornecimento

Este ano, com a versão online do BEFW, o Sebrae participou do painel “Renner e Sebrae: Encadeamento Produtivo e Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS’s na cadeia de fornecimento” com a participação de Eduardo Ferlauto e Vinicios Malfatti, da Renner e Renato Perlingeiro Salles Junior e Anny Santos Almeida, do Sebrae.

O Encadeamento Produtivo é uma estratégia de atuação do Sebrae, com dois principais objetivos: preparar as empresas para se inserirem o relacionamento corporativo e melhorar o desempenho das empresas que já tem este relacionamento – principalmente as pequenas e microempresas que querem se desenvolver. 

As práticas têm como premissa dos 17 ODS’s da Organizações das Nações Unidas tem materialização primeiro na gestão da qualidade. Na sequência, a construção de um novo mindset com mais clareza na relação comercial:  abordando desde a prevenção de riscos de accidentes, com melhoria nas condições de trabalho, à gestão de processos na cadeia de suprimentos.

Como funcionam estas práticas: 

  • São 18 meses de mentorias nas áreas de gestão financeira e de  produção — com indicadores e métricas; 
  • Sensibilização e capacitação coletiva para explicar as ODS’s;
  • Planos de trabalho para comunicar as diretrizes dentro do negócio;
  • Compartilhamento de informações para a sociedade, os colaboradores e para os clientes. 

A coordenadora do Sebrae Moda ressalta que a ação pedagógica por si mesma já é uma ação de sustentabilidade. Há também o apoio para a cadeia produtiva por meio de aporte financeiro do Sebrae para que as empresas possam alcançar todo o conhecimento e, com isso, ter a possibilidade de ressignificarem seu negócios, ampliando a competividade. 

Em 2020 o Sebrae Moda atendeu, somente no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, 140 empresas com resultados como aumento da produtividade, aumento de competitividade e melhoria gestão da qualidade com redução das reprovações (retrabalho). Para o segmento de moda, esta é uma estratégia representativa. Atualmente há 18 iniciativas em parceria com o Sebrae, entre elas, oito players do mercado e, ainda, uma robusta agenda para 2021. 

Para o diretor executivo do BEFW, Rafael Morais, a participação do Sebrae no evento é fundamental. “Com a parceria desta instituição, conseguimos produzir e disseminar conteúdo. Além de proporcionar aos empreendedores mais possibilidades de realização de negócios. Entre as ações o showroom Mercado Eco e a realização dos Desfiles para que marcas de todo o país possam apresentarem suas criações”, conclui. 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.